Blog do Juares | Os preparativos para a Páscoa – Mc 14.12-16

Camaquã-RS
23:00
25/04/2018

Blog do Juares | Os preparativos para a Páscoa – Mc 14.12-16

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
ESTAMOS FORA DO AR!
Anunciantes Blog do Juares

Colunistas

Douglas Ebel Klug - Poesia e Religião

Douglas Ebel Klug - Poeta da Vida. "A alma simplesmente escreve o que o coração dita".

Os preparativos para a Páscoa – Mc 14.12-16

30/03/2018 | 12h12 | Fonte: Diego Castro / Fotos: Divulgação/Web
Compartilhe:

Douglas Ebel Klug

Neste relato que o Evangelho de Marcos nos apresenta, podemos extrair vários pontos interessantes e de grande importância.

Jesus e seus discípulos estão no primeiro dia da Festa dos Pães Asmos. Era manhã de quinta-feira, Jesus e os discípulos estão perto da cidade. Na tarde da quinta-feira seriam carneados os cordeiros para a Festa da Páscoa, no pátio do Templo. Os discípulos de Jesus sabiam que ele tinha vindo à cidade para participar da festa e por isso estão preocupados com o lugar, porque eles ainda não possuem uma sala preparada para as comemorações e havia uma grande multidão de pessoas se dirigindo à cidade, ou seja, não seria nada fácil encontrar um espaço vago para o mesmo dia.

Diante dessa preocupação, os discípulos perguntam à Jesus: Onde queres que vamos fazer os preparativos para comeres a Páscoa? Esta maneira de perguntar mostra que os discípulos  tinham respeito por Jesus. Logo após a pergunta, Jesus envia apenas dois discípulos à cidade. Mas porque Jesus não envia todos os discípulos para preparar o lugar da ceia? Justamente porque dentre os discípulos havia um traidor, um traidor que já tinha combinado entregar Jesus aos principais sacerdotes. Tudo o que os sacerdotes queriam era prender e matar a Jesus, mas isso não poderia acontecer durante a festa, para não causar tumulto (v.2).

Aos dois discípulos que Jesus envia para preparar o lugar da ceia, Jesus dá ordens bem descritas, v.13 e 14: “Ide à cidade, e vos sairá ao encontro um homem trazendo um cântaro de água; segui-o e dizei ao dono da casa onde ele entrar que o Mestre pergunta: Onde é o meu aposento no qual hei de comer a Páscoa com os meus discípulos?”

Percebam que quem esta carregando um pote de água é um homem. Isso deveria ter provocado espanto aos discípulos: porque não era um trabalho de homem carregar água. A tarefa de carregar água pertencia às mulheres. Mas ali na entrada havia algo diferente, estava acontecendo um evento que não era normal. Um homem carregando um cântaro (pote feito de barro) com água. Ele esta fazendo um trabalho que vocês não esperariam que ele fizesse.

Bem mas eles deviam seguir este homem. Na casa que ele entrar o dono da casa vai levar até o cenáculo mobilado e pronto, onde eles deveriam então fazer os preparativos da festa.

Os discípulos fizeram exatamente da maneira que Jesus ordenou, e assim concluíram os preparativos da grande Páscoa.  Tudo esta pronto. A grande ceia pode ser realizada. A festa da Páscoa, da libertação do povo, pode ser comemorada.

Nos próximos versículos que seguem, vemos que o traidor Judas é indicado, logo no inicio da celebração da Páscoa. Em seguida a ceia do Senhor é realizada. E Jesus inicia sua caminhada para o grande sofrimento. Mas algo diferente novamente acontece. Jesus começa a carregar uma pesada cruz. Não seria tarefa de Jesus carregar a nossa cruz. Nós que somos pecadores, nós que deveríamos carregar a cruz. Mas quem carrega é Jesus. E tudo o que Ele diz é que nós devemos segui-lo. Algo que deveria causar-nos um grande espanto, o mesmo espanto que os discípulos tiveram quando viram aquele homem carregando água na entrada da cidade.

Aquele homem da água foi para uma casa onde o dono ofereceu um espaço para a grande Festa, Ceia com o Senhor. Percebam que este homem que carrega a nossa cruz, nos leva para a casa onde o dono nos dá um lindo lugar para que nós possamos ali morar e comemorar com o SENHOR a Grande Ceia, o banquete a festa eterna com o nosso Pai. Jesus foi até o Gólgota organizar todos os preparativos da Festa. E no final da tarde ele grita do alto da Cruz: Tudo esta consumado. Ou seja, TUDO esta pronto, TUDO esta completo. Agora é entrar e comemorar a verdadeira libertação de nossos pecados e a verdadeira Salvação de nossas vidas. O cenáculo é um lugar completo e perfeito. Agora temos um convite: vinde, pois tudo esta pronto. Sigam aquele homem que esta carregando água. Sigam aquele homem que esta carregando a nossa cruz.  

Compartilhe:

deixe seu comentário