Blog do Juares | Douglas Ebel Klug - Poesia e Religião

Camaquã
05:40
27/06/2017

Blog do Juares | Douglas Ebel Klug - Poesia e Religião

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
OS MELHORES FLASHBACKS!
Anunciantes Blog do Juares

Colunistas

Douglas Ebel Klug - Poesia e Religião

Douglas Ebel Klug - Poeta da Vida. "A alma simplesmente escreve o que o coração dita".

A Vida e a Viagem de Trem

12/01/2015 | 08h58
Compartilhe:

A vida não passa de uma viagem de trem, cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, agradáveis surpresas em muitos embarques e grandes tristezas em alguns desembarques.

Quando nascemos, entramos nesse magnífico trem e nos deparamos com algumas pessoas, que julgamos, estarão sempre nessa viagem conosco, nossos pais.

Infelizmente isso não é verdade, em alguma estação eles descerão e nos deixarão órfãos do seu carinho, amizade e companhia insubstituível. Isso porém não nos impedirá que durante o percurso, pessoas que se tornarão muito especiais para nós, embarquem. Chegam nossos irmãos, amigos, filhos e amores inesquecíveis!

Muitas pessoas embarcarão nesse trem apenas a passeio, outras encontrarão no seu trajeto somente tristezas e ainda outras circularão por ele prontos a ajudar quem precise.

Vários dos viajantes quando desembarcam deixam saudades eternas, outros tantos quando desocupam seu assento, ninguém nem sequer percebe.

Curioso é constatar que alguns passageiros que se tornam tão caros para nós, acomodam-se em vagões diferentes dos nossos, portanto somos obrigados a fazer esse trajeto separados deles, o que não nos impede é claro que possamos ir ao seu encontro. No entanto, infelizmente, jamais poderemos sentar ao seu lado, pois já haverá alguém ocupando aquele assento.

Não importa, é assim a viagem, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas, porém, jamais, retornos. Façamos essa viagem então, da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com os outros passageiros, procurando em cada um deles o que tiverem de melhor, lembrando sempre que em algum momento eles poderão fraquejar e precisaremos entender, porque provavelmente também fraquejaremos e com certeza haverá alguém que nos acudirá com seu carinho e sua atenção.

O grande mistério afinal é que nunca saberemos em qual parada desceremos, muito menos nossos companheiros de viagem, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado. Eu fico pensando se quando descer desse trem sentirei saudades. Acredito que sim, me separar de muitas amizades que fiz será no mínimo doloroso, deixar meus filhos continuarem a viagem sozinhos será muito triste com certeza... mas me agarro na esperança que em algum momento estarei na estação principal e com grande emoção os verei chegar. Estarão provavelmente com uma bagagem que não possuíam quando embarcaram e o que me deixará mais feliz será ter a certeza que de alguma forma eu fui um grande colaborador para que ela tenha crescido e se tornado valiosa.

Amigos, façamos com que a nossa estada nesse trem seja tranquila, que tenha valido a pena e que quando chegar a hora de desembarcarmos o nosso lugar vazio traga saudades e boas recordações para aqueles que prosseguirem a viagem.

(AD)

Compartilhe:

O livro que todos nós escrevemos

05/01/2015 | 09h24
Compartilhe:

“Tudo neste mundo tem o seu tempo, cada coisa tem a sua ocasião”. Eclesiastes 3.1

Mais um ano que passou.

Alegrias, magoas e emoções.

Um ano que ficou

Apenas nas imaginações.

Um livro que se fechou,

Mas outro que irá se abrir.

Um volume que terminou.

Mas uma coleção que não deixa de existir.

Que neste novo volume

A história seja muito mais bela.

Que em cada canto sempre há um vagalume

Piscando através da janela.

Que este livro traga

Os poemas do amor

Deixando de lado a magoa

Sendo consolador.

Que a saúde tenha várias estrofes

Respeitando a dor.

Mas que as esperanças sejam fortes

Evitando o tremor.

Que não falte felicidade.

Nem romances, por favor.

Os sonetos da prosperidade

Se enfeitem em formato de uma flor.

Que o coração suavize o cantar

Que todos possam algo aprender

Que os poetas possam se inspirar

Para que ninguém deste livro possa se perder.

Feliz 2015 com Jesus!

Compartilhe:

O verdadeiro Natal

23/12/2014 | 12h09
Compartilhe:

“Quando chegou o tempo certo, Deus enviou o seu próprio Filho... a fim de que nós pudéssemos nos tornar filhos de Deus” Gálatas 4. 4-5

Blim blom, blim blom,

Jesus Nasceu

Alegra o coração

Pois o amor nos concedeu.

Um caminho de luz

Chegou o verdadeiro Natal:

Nascimento de Jesus

Amor Celestial.

Alegrias são deixadas em mil

Por este Menino tão sublime.

A promessa se cumpriu.

Humilde a amar

Num berço de palhas

O encanto a brilhar.

No Natal

Um dia no Natal

Um presente divino,

Do Pai Celestial

Ao adulto e ao menino...

Jesus nasceu:

Humilde no amor,

Depois viveu,

Rei e Salvador.

O Messias prometido,

Nasceu na simplicidade.

O anunciado foi cumprido

Dentre toda humanidade. - DEK -

***Pensamento da Semana***

“Jesus não quer ser apenas um boneco para ser visto. Ele tem vida, é Deus, governa sobre tudo e quer estar não numa estrebaria, mas sim no seu coração”. Pr. Waldyr Hoffmann

Compartilhe:

O cordeiro do Natal

08/12/2014 | 11h54
Compartilhe:

A história mais linda de contar

É a do Natal.

Quando nascido em Belém.

Veio para o nosso bem.

Nascido em um dia tão lindo.

Jesus um Ser celestial.

Ficou lembrado para sempre

O dia do Natal.

É alegria do Natal por toda a nação.

Toca a trombeta do coração.

“A luz que brilha na escuridão.”

Veio Jesus como homem trazer-nos o perdão.

A magia de no Natal cantar.

Ser sonhador e novos sonhos sonhar.

No impossível, ainda mais alto acreditar.

E ao lado do grande Deus novos caminhos caminhar.

Em cada casa encontra-se a magia do Natal.

Os brilhos das noites.

As danças dos vagalumes.

Essa beleza manancial.

Em cada canto dos costumes.

Este é o verdadeiro Natal.

Um cordeiro que nasceu.

Um cordeiro que nos salvou.

Deus que o mundo de tal maneira amou.

Que seu Filho nos entregou.

Jesus é o Natal.

Ele que nos traz paz.

Foi Ele que nos trouxe perdão.

Ele que traz brilho em cada coração.

Jesus nos traz esperança.

É Ele que nos dá a confiança.

Para Nele acreditar

E na vida eterna ao Seu lado caminhar.

Natal não é Papai Noel,

E nem presentes e festas.

Natal é Jesus

O cordeiro que morreu por nós na cruz.

Inventada pelo ser humano

Papai Noel uma simples fantasia.

Jesus é o único que pode trazer

Perdão e alegria.

Deus demonstrou-nos o seu grande Amor.

Ele que é o nosso protetor.

Ele que consola-nos em tamanha dor.

Jesus que é o nosso senhor.

Ele é o nosso Salvador.

Que o verdadeiro Natal permaneça

Em todos vocês.

Cremos que Jesus levará-nos

Para o além.

Feliz Natal para você também.

-Douglas Ebel Klug-

Compartilhe:

A Verdade que se tornou

01/12/2014 | 10h13
Compartilhe:

“A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais.” Voltaire

Só te digo a verdade

Do sentimento que sinto

Torno-me a realidade

De dizer que nunca minto.

O que digo é leal

Do mais puro amor

Torno-me um dia fatal

Esperando a volta do Senhor.

Vou um dia nunca morrer

Para sempre no teu coração cantar

Mas antes vou escrever

Que um dia pude te amar.

Quando um dia eu for

Da verdade que se tornou

Só quero lembrar do amor

E do poema que terminou

- Douglas Ebel Klug –

Compartilhe: