Blog do Juares | Violência entre pares

Camaquã-RS
00:59
10/12/2018

Blog do Juares | Violência entre pares

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
RELEMBRE OS BONS MOMENTOS
Anunciantes Blog do Juares

Colunistas

Jaqueline da Maia - Psicóloga

Jaqueline da Maia Psicóloga – CRP 07/19163 CLÍNICA LIMA – Rua Bento Gonçalves, 587 – Camaquã/RS (51) 3692-1233

Violência entre pares

14/02/2018 | 09h09 | Fonte: Jaqueline da Maia / Foto: Divulgação/Web
Compartilhe:

A violência de gênero se refere às relações de poder e à diferença entre as características culturais atribuídas a cada um dos sexos e suas peculiaridades biológicas, é um assunto delicado e que na maioria das vezes a sociedade tenta evitar. Acontecem dentro das relações intimas, no campo profissional, entre colegas, em diversos locais, é a violência praticada por homens contra mulheres, por mulheres contra homens, entre homens e entre mulheres. Mesmo com leis, delegacias especiais e programas do governo, as mulheres continuam sendo a fatia maior das vítimas, particularmente nas sociedades em que as desigualdades entre homens e mulheres são mais marcantes. Ou seja, a violência contra as mulheres é grave, a ponto de muitas precisarem procurar os serviços de saúde por conta das agressões, apesar de os homens também sofrerem violências de todos os tipos.

FIQUE DE OLHO NESSAS SITUAÇÕES:

VIOLÊNCIA FÍSICA: qualquer forma de violência física que um agressor(a) inflige ao companheiro(a). Comportamentos como: esmurrar, pontapear, estrangular, queimar, induzir ou impedir que o(a) companheiro(a) obtenha medicação ou tratamentos.

VIOLÊNCIA EMOCIONAL: qualquer comportamento do(a) companheiro(a) que visa fazer o outro sentir medo ou inútil. Comportamentos como: ameaçar os filhos; magoar os animais de estimação; humilhar o outro na presença de amigos, familiares ou em público, entre outros.

VIOLÊNCIA SOCIAL: qualquer comportamento que intenta controlar a vida social do(a) companheiro(a), impedir que este(a) visite familiares ou amigos, cortar o telefone ou controlar as chamadas e as contas telefônicas, trancar o outro em casa.

VIOLÊNCIA SEXUAL: pressionar ou forçar o companheiro para ter relações sexuais quando este não quer; pressionar, forçar ou tentar que o(a) companheiro(a) mantenha relações sexuais desprotegidas; forçar o outro a ter relações com outras pessoas.

VIOLÊNCIA FINANCEIRA: qualquer comportamento que intente controlar o dinheiro do(a) companheiro(a) sem que este o deseje; ameaçar retirar o apoio financeiro como forma de controle.

PERSEGUIÇÃO: qualquer comportamento que visa intimidar ou atemorizar o outro. Por exemplo: controlar constantemente os movimentos do outro, quer esteja ou não em casa.

Na maioria as vezes a violência de gênero não é visível no ambiente das pessoas que se encontram em risco de sofrê-la, é muito importante que se procure ajuda de um profissional qualificado, para esclarecer situações que estão sendo vividas e encontrar respostas e ajuda para definir a melhor maneira para enfrentar o problema. PROCURE AJUDA!!!

Jaqueline da Maia – CRP 07-19163 - Psicóloga

Clínica Lima – Rua Bento Gonçalves, 587 – Fone: (51) 3692-1233 / (51) 99889-0134.

Camaquã/RS

Compartilhe:

deixe seu comentário