Blog do Juares | Jaqueline da Maia - Psicóloga

Camaquã-RS
21:14
19/06/2018

Blog do Juares | Jaqueline da Maia - Psicóloga

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
OUÇA TUDO QUE RODOU DE MELHOR NO RÁDIO NOS ANOS 70, 80 E 90!
Anunciantes Blog do Juares

Colunistas

Jaqueline da Maia - Psicóloga

O que é TDAH?

05/09/2016 | 12h49
Compartilhe:

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, o TDAH, é um distúrbio biopsicossocial, isto é, parece haver fortes fatores genéticos, biológicos, sociais e vivenciais que contribuem para a intensidade dos problemas experimentados” (SANTOS, 2006).

No entanto, o aparecimento desses fatores pode variar conforme o tempo de exposição aos problemas vivenciados no cotidiano pelo indivíduo exposto.

Algumas características que se salientam nas crianças, jovens e adultos portadores do TDAH, eles apresentam forte tendência à distração estímulos do ambiente desviam a atenção das tarefas que estão sendo executadas naquele momento; o foco de atenção é muito breve. Parecem estar sempre no “Mundo da Lua”. Atenção alterada e apresenta períodos de profundo cansaço mental e às vezes físico, especialmente após a realização de tarefas nas quais foi obrigado a permanecer concentrado.
Possui uma série de pensamentos incessantes, que dificulta a canalização de esforços e a realização de trabalhos nos prazos pré-estabelecidos (sensação de stress constante)

IMPULSIVIDADE/ HIPERATIVIDADE: age por impulso, sem pensar, podendo colocar a própria pessoa em risco. Pode apresentar altas taxas de rejeição e de impopularidade frente aos colegas. Em adultos, a hiperatividade mental ou psíquica apresenta-se de maneira mais sutil (mas não significa que seja menos penosa que a hiperatividade física). Normalmente interrompe a fala do outro, muda de assunto antes que seu interlocutor dê uma resposta; não dorme ou dorme mal à noite porque seu cérebro fica tão agitado que não consegue “desligar”. Quando crianças são agitadas, movem-se de um lado para outro sem parar quietas. -Pode apresentar elevada taxa de prejuízo acadêmico. Maior presença de sintomas de conduta, de oposição e desafio (TOD = Transtorno Opositivo Desafiador, TC = Transtorno de Conduta). Desatenção. Não consegue prestar muita atenção em detalhes ou comete erros por descuido. Tem dificuldade em manter a atenção no trabalho ou no lazer. Não ouve quando abordado diretamente. Não consegue terminar as tarefas escolares, os afazeres domésticos ou deveres de trabalho. Tem dificuldade em organizar atividades. Evita tarefas que exigem um esforço mental prolongado. Perde coisas. Distrai-se facilmente. É esquecido.

Ainda se pode observar nas crianças outros comportamentos, é importante a procura de um profissional adequado para que se possa tirar dúvidas e receber orientações sobre um tratamento e manejo adequados. No convívio familiar/social e escolar os portadores de TDAH: tamborilam com os dedos ou se contorcem na cadeira, saem do lugar quando se espera que permaneçam sentados, correm de um lugar para o outro ou escalam coisas em situações em que tais atividades são inadequadas, tem dificuldades de brincar em silêncio, agem como se fosse “movidos a pilha”, falam em excesso, respondem antes que a pergunta seja completada, tem dificuldade em esperarem sua vez, interrompem os outros ou se intrometem .

Estudos revelam que 2 a 5% das crianças e 2 a 4% de adultos apresentam sintomas marcantes de TDAH. Pesquisas indicam que muitas das crianças medicadas e diagnosticadas não se enquadram no diagnóstico e outras não recebem o diagnóstico adequado.

Principais Consequências: baixo desempenho escolar , dificuldades em relacionamento, baixa autoestima , interferência no desenvolvimento educacional e social , predisposição a distúrbios psiquiátricos .

Jaqueline da Maia

Psicóloga

CRP -07/19163

Cel: (51) 9889 0134

 

Compartilhe:

Avós que cuidam dos netos têm menos doenças

28/07/2016 | 10h09
Compartilhe:

Título da palestra ministrada a convite do Hospital Nossa Senhora Aparecida, na Semana de Prevenção a Saúde dos Avós, com uma programação intensa, que se iniciou no dia 25 deste mês e encerra nesta sexta, dia 29 de Julho.

De forma leve e descontraída foi abordado as diversas formas como hoje a configuração familiar se apresenta e a importância cada vez maior do idoso na manutenção emocional, social e econômica dela. A relação entre avós e netos é salutar, pois trás muitos benefícios para ambos.

Benefícios para as avós:

Afasta a depressão: A boa relação entre avós e netos ajuda a reduzir os sintomas da depressão nas duas gerações. No caso dos netos, a relação ajuda a passar uma maior segurança. Já para os avós, a criança representa um tempo de renovação que lhe aproxima da juventude.

Ajuda a ficarem mais ativos: O contato com a criança distrai e ajuda a te deixar mais ativo, fazendo com que você se sinta mais útil. Isso porque, com a convivência com a criança estimula o idoso a realizar atividades que exijam mais movimentação, como brincar no parque, passear no shopping, etc.

Troca de gerações: Esse é um aspecto que costuma ser muito produtivo para o idoso, pois os netos ensinam as particularidades da sociedade moderna. Como novas ferramentas tecnologias, vestimentas, mudanças no cotidiano, entre outros fatores.

Benefícios para os netos:

Proteção e amor: A infância é um período marcado por muitas descobertas e transformações na vida da criança que começa a transitar para a adolescência. Neste momento, o papel dos avós é orientar sobre como são as mudanças e em que elas acarretam. E uma das melhores maneiras de fazer com que o pequeno aceite as transformações é lhe proporcionando muito carinho, amor e atenção. Dessa forma, com o carinho dos mais velhos, meninos e meninas sentem-se mais protegidos das mudanças.

Personalidade da criança: atuar fortalecendo os vínculos afetivos e familiar da criança ajuda na formação da sua personalidade. Isso porque é justamente nos primeiros anos da infância que são delineadas as principais características do jeito. Por isso, é importante que a família esteja perto e prestando o devido suporte físico e psicológico da criança.

Respeito pelos mais velhos: a companhia do avô ou avó faz com que a criança entenda como é ser mais velha e, diante disso, aprenda a respeitá-los, aceitando suas diferenças e a entendendo suas limitações.

CRIANÇAS QUE SÃO CRIADAS PELOS AVÔS RESSALTAM QUE PODE SER BENÉFICO TÊ-LOS COMO MENTORES, PORQUE NA AUSÊNCIA DOS PAIS PODERÃO TER UMA SENSAÇÃO DE PERTENCIMENTO À SUA FAMÍLIA DE ORIGEM.

Jaqueline da Maia

Piscóloga CRP 07/19163

Cel: (51) 9889 0134

Compartilhe:

Transtornos fazem parte de nosso cotidiano

29/06/2016 | 15h20
Compartilhe:

Transtornos fazem parte de nosso cotidiano, são mais comuns do que se possa imaginar, mas só quando se tornam destoantes, incomodam e começam a alterar nossas rotinas é que uma parada para avaliar e procurar ajuda se torna absolutamente necessária. As pessoas ficam menos ansiosas quando encontram uma palavra que identifique algo que lhes é incompreensível, e que de alguma forma lhe explique o que está acontecendo. Somos seres humanos, logo somos imperfeitos, portanto sempre precisaremos de ajuda em nossas incompletudes.

O TRANSTORNO BIPOLAR, está sendo muito falado nos meios de comunicação e em rodas de amigos para explicar comportamentos e atitudes incompreensíveis por parte de algumas pessoas, é importante salientar que as pessoas que são realmente diagnosticadas com esse transtorno, já percorreram um longo caminho recheado de momentos ruins e situações delicadas.

Os portadores do TRANSTORNO BIPOLAR, apresentam modificações na forma de pensar, agir e sentir e vivem num ritmo acelerado, assumindo comportamentos extravagantes como sair comprando compulsivamente tudo o que vê pela frente, ou então investindo em empreendimentos acreditando que renderão lucros vertiginosos, ou envolvendo-se em experiências perigosas sem levar em conta o mal que podem causar.

É importante que as pessoas entendam de fato, na verdade, trata-se de um transtorno de humor que oscila entre a euforia, com comportamentos excitados e desorganizados, e a depressão. Como sua autocrítica está comprometida, age como se estivesse (e não está) sob o efeito do álcool ou de drogas. Seu pensamento fica acelerado e desorganiza-se. Neste momento é fundamental que a família esteja alerta.

A forma como temos vivido no nosso dia a dia, a carga de estresse, a vida agitada, o consumo de substancias licitas e ilícitas que agem diretamente sobre o humor, tendo como exemplo os remédios para emagrecer, contribuem para o aumento na incidência desse Transtorno.

Crianças e adolescentes também podem manifestar o TRANSTORNO BIPOLAR, o mais importante é um diagnóstico adequado associado a um bom tratamento, o paciente pode retomar seu convívio com os pares e a sociedade.

Jaqueline da Maia

Psicóloga

CRP 07/19163

Compartilhe:

Transtorno de Pânico

21/06/2016 | 01h15
Compartilhe:

Sabemos que o medo é um sentimento que nos acompanha desde o nascimento, mesmo que se leve um tempo para se adquirir a compreensão dele e reconhecê-lo como tal. Atualmente vivemos numa sociedade onde esse sentimento de ansiedade cresce de maneira incontrolável, com ele mais doenças que até então acometiam pessoas que eram expostas a situações de estresse como: acidentes trágicos, assaltos, sequestros, se tornam cada vez mais comuns no nosso dia a dia. Como a mídia nos informa diariamente, viver por si só já é uma tarefa que requer coragem extra e audácia. Não temos segurança em lugar algum e vivemos no limiar de crises: sociais, políticas, econômicas e humanas.

O TRANSTORNO DE PÂNICO surge como muita intensidade neste contexto social contemporâneo. Embora geralmente os ataques durem apenas alguns minutos, eles fazem com que o individuo encontre-se num momento de elevado estresse. O TRASTORNO DE PÂNICO produz sensações fisiológicas como: sufocação, tonturas, tremores, taquicardia, sudorese e até uma sensação de morte iminente. Logo o individuo percebe-se em uma situação de total ansiedade. Acompanham em alguns casos também sentimentos de estar num lugar ou situação da qual seria difícil escapar ou muito desagradável.

Os episódios de TRANSTORNOS DE PÂNICO são tão intensos que o individuo começa a preocupar-se como o próximo ataque, e terminam por criar rituais, alteram trajetos e seu modo de vida na tentativa de poderem contornar ou até fugir no caso se sentirem ansiosos em algum lugar que lhes parece perigoso. Os ataques podem ocorrer de forma “inesperada”.

Uma terapia Psicoterápica alcança ótimos resultados, e em alguns casos é necessário acompanhamento psiquiátrico, o importante é ser diagnosticado com rapidez e recebendo intervenção adequada, o individuo poderá retornar a sua vida normal e fortalecido em suas dificuldades.

Jaqueline da Maia

Psicóloga – CRP 07/19163

Fones: 51-98890134/51-86551516

Compartilhe:

Para refletir: início de ano letivo

23/02/2016 | 10h59
Compartilhe:

O ano letivo está iniciando, e quero desejar aos meus amigos professores muita força e determinação, regado com amor, paciência e tolerância. Sabemos toda a verdadeira importância de vocês em nossas vidas, e não é possível mensurar o desastre social que seria se vocês não existissem. Nosso país tem muito a aprender e nossos governantes mais ainda, mas não falo no grande, quero continuar pensando no pequeno, em mim e em você, no indivíduo da sociedade micro, que vive aqui em Camaquã, que mora no Bairro Viégas, Carvalho Bastos, Cohab ou no Centro, se eu ou você não tomar partido e pensar sobre tudo o que vemos e ouvimos o tempo todo: corrupção, roubo, descaso, desumanidade com que somos TODOS tratados, não existirá mudança.

O povo tem o poder nas mãos, mas quando o governo que foi eleito para executar os desejos desse povo se torna maior que nós e nos apresenta tamanho desmando, falta de ética e moral, me surge a preocupante afirmativa, que é tão banal: “todo o povo tem o governo que merece”. Discordo e constato que eu tenho o direito e quero muito mais que isso, meus filhos e família também, meus amigos e os filhos de meus amigos, os idosos, os enfermos, as pessoas que esperam uma oportunidade, os desempregados...todos. TODOS NÓS MERECEMOS MAIS QUE ESSA SUJEIRA QUE OS GOVERNANTES ELEITOS POR NÓS, O POVO, TRANSFORMARAM O NOSSO AMADO E IDOLATRADO BRASIL, MAS ESSE MOVIMENTO COMEÇA PELO INDIVÍDUO, SEU POSICIONAMENTO, SEU COMPORTAMENTO SOCIAL, ÉTICA, MORAL, E SOBRE O QUE NÓS PENSAMOS QUE MERECEMOS, COMEÇA EM NOSSAS CASAS, NOSSO BAIRRO, NOSSA CIDADE, COM QUEM ESTÁ MAIS PRÓXIMO DE NÓS.

Lembro-me de um tempo na Escola Francisco Luiz e no Educandário dos Irmãos Maristas, em que formávamos filas diariamente e cantávamos o hino, era chato, mas hoje tenho noção do que significou isso na minha formação humana- social- ética e moral (nosso patriotismo não deve ser exercitado só em tempos de copa do mundo, sendo que a nossa copa nos saiu muito cara, levaremos décadas para nos recuperarmos de tantas coisas que foram desviadas enquanto torcíamos), hoje entendo o significado destes gestos e ações e isso justifica a admiração que perdurará para todo sempre pelos meus professores. Que o povo aguce a memória e lembre que um grande país se faz com cada um, se nós não mudarmos e tomarmos nosso lugar ao sol, não mereceremos nem um filete de luz.

Que os professores possam ser recompensados com nosso apreço e admiração, nosso carinho e amor, que nas próximas eleições a gente lembre antes e apertar os botões na urna eletrônica que só sabemos ler porque um professor nos ensinou e que de uma vez por todas saibamos dirigir nossos votos às pessoas que querem realmente olhar por esse POVO BRASILEIRO que não desiste nunca.

Jaqueline da Maia

Psicóloga CRP 07/19.163

Cel - (51) 9889-0134

Compartilhe: