Blog do Juares | Saiba porque se movimentar durante o trabalho de parto traz benefícios

Camaquã
10:02
26/05/2017

Blog do Juares | Saiba porque se movimentar durante o trabalho de parto traz benefícios

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
ESTAMOS BOMBANDO NO AR!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Saúde

Saiba porque se movimentar durante o trabalho de parto traz benefícios

16/05/2017 | 16h34 - Fonte: Comunicação 5 / Foto Google
Compartilhe:

Movimento é uma boa ferramenta para o nascimento tranquilo do bebê

Durante o trabalho de parto, algumas mulheres querem descansar em uma posição confortável, enquanto outras preferem se movimentar durante as contrações. Exemplo disso, é o caso que está bombando nas redes sociais, de uma grávida que “dançou” a música “Você Partiu Meu Coração”, para se preparar para o nascimento de sua primeira filha.

De forma positiva, a mobilidade da mãe na hora de dar à luz ajuda o bebê para que chegue facilmente em direção ao canal de passagem do parto. Para aliviar a dor é recomendável que a mãe ande de um lado para o outro, mexa os quadris e faça agachamentos. Trata-se de mais um recurso à disposição para as gestantes, sendo uma alternativa não medicamentosa.

De acordo com o ginecologista e obstetra, Alberto Guimarães, especialista em parto humanizado, caminhar nesse período, mudar de posições, movimentar os joelhos pode ser útil para ajudar o bebê a escorregar. “A movimentação ajuda o bebê a se encaixar, o que aconteceria também se a mãe andasse”, explica o médico.

Sobre Dr. Alberto Guimarães: Dr. Alberto Guimarães lidera o Programa Parto Sem Medo, novo modelo de assistência à parturiente que defende que o parto é um procedimento pelo qual a mulher e o bebê devem ser os protagonistas. Formado pela Faculdade de Medicina de Teresópolis, no Rio de Janeiro, e mestre pela Escola Paulista de Medicina, atualmente exerce o cargo de gerente médico do Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (CEJAM) em maternidades municipais de São Paulo para o Programa Parto Seguro à Mãe Paulistana.

Compartilhe:

comentários