Blog do Juares | Jornal divulga gravação em que Temer aprova compra de silêncio de Cunha

Camaquã-RS
05:54
25/11/2017

Blog do Juares | Jornal divulga gravação em que Temer aprova compra de silêncio de Cunha

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
VEM AÍ UMA NOVA PROGRAMAÇÃO, COM CARA NOVA!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Política

Jornal divulga gravação em que Temer aprova compra de silêncio de Cunha

17/05/2017 | 21h08 - Fonte: R7 / Foto Fabio Rodrigues Pozzebom / ABr
Compartilhe:

Segundo gravação, Temer indicou deputado para receber dinheiro da JBS

Gravações obtidas pelo jornal O Globo divulgadas nesta quarta-feira (17) podem comprometer o presidente Michel Temer. De acordo com o material, o presidente avalizou o pagamento de uma mesada ao ex-presidente da Câmara e hoje preso, Eduardo Cunha. 

De acordo com o jornal, a gravação feita por Joesley é parte de declaração que os controladores da JBS deram à Procuradoria-Geral da República em abril. 

Segundo o jornal, Temer teria sido gravado em conversa com Joesley indicando o deputado Rocha Loures (PMDB-PR) como o interlocutor para resolver um assunto da J&F, controladora da JBS. 

No diálogo, o presidente recebe do empresário a informação de que ele estava pagando uma mesada ao Cunha e ao operador Lúcio Funaro, ambos presos,para ficarem calados. Temer então teria dito: 

— Tem que manter isso, viu? 

Uma gravação feita posteriormente teria flagrado Rocha Loures recebendo uma mala com R$ 500 mil de Joesley. 

Ainda de acordo com o jornal, na última quarta-feira, os irmãos foram ao gabinete do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), e confirmaram as declarações à PGR. Cabe a Fachin homologar a delação de Joesley Batista e o seu irmão Wesley Batista. 

Procurado pelo R7, o Palácio do Planalto não se manifestou até o momento. A reportagem não conseguiu contato com o deputado Rocha Loures. 

Aécio Neves 

Também segundo O Globo, o senador Aécio Neves aparece envolvido em corrupção ligada à JBS. Ele teria sido filmado pela PF (Polícia Federal) pedindo R$ 2 milhões para o dono a Joesley. O dinheiro teria sido entregue para primo de senador. 

A PF rastreou o dinheiro e afirma que foi depositado em empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG). Na gravação, Aécio pedia por dinheiro para pagar as despesas da Lava Jato. Há gravações do senador pedindo dinheiro para Joesley e da entrega do dinheiro para o primo do senador. Aécio estava no plenário do Senado quando a informação veio à tona. O parlamentar deixou o local logo após olhar o celular.

Compartilhe:

comentários