Blog do Juares | Polícia Civil prende, em Florianópolis, o homicida mais procurado do RS

Camaquã-RS
05:52
21/11/2017

Blog do Juares | Polícia Civil prende, em Florianópolis, o homicida mais procurado do RS

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
VEM AÍ UMA NOVA PROGRAMAÇÃO, COM CARA NOVA!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Polícia

Polícia Civil prende, em Florianópolis, o homicida mais procurado do RS

10/11/2017 | 08h11 - Fonte: DHPP / Foto: Polícia Civil/Divulgação
Compartilhe:

A Polícia Civil, por meio da 3ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (3ªDPHPP), na tarde desta quinta-feira (09), prendeu o principal líder de uma organização criminosa do bairro Sarandi, na zona norte de Porto Alegre. A prisão aconteceu no bairro de Ingleses, em Florianópolis (SC), na casa em que o procurado estava residindo. O homem, de 30 anos de idade, era o mais procurado do Departamento de Homicídios.

O indivíduo era foragido desde junho de 2015, foi indiciado em nove homicídios e tem contra si cinco mandados de Prisão Preventiva expedidos pelas Varas do Júri de Porto Alegre. A prisão ocorreu no desencadeamento da Operação Fratris. Uma arma Glock 9mm foi apreendida durante a ação.

Segundo o delegado Cassiano Cabral, desde meados de 2014 o preso é líder de uma organização criminosa responsável pela distribuição e armazenamento de drogas em boa parte da Zona Norte de Porto Alegre. Conhecido pela violência e coordenação de dezenas de homicídios, foi preso em uma casa, na cidade de Florianópolis, onde residia e comandava o tráfico à distância desde junho de 2016.

“Com a prisão de seu rival, em julho deste ano, também pela 3ªDPHPP, o preso arquitetou uma chacina no bairro Sarandi, em que quatro pessoas foram mortas, em julho de 2017. As buscas se intensificaram a partir daquele momento e culminaram com a sua prisão, após dois dias de intenso monitoramento e diligências na capital catarinense”, relatou o delegado Cabral.

A disputa por pontos de venda de drogas no bairro Sarandi, pelas facções comandadas por eles, foi responsável por mais de uma centena de homicídios naquela localidade nos últimos quatro anos. O preso, desta ação, vivia sob falsa identidade e levava uma vida confortável, com duas casas no litoral catarinense, carros e moto. Sua companheira conduzia um negócio custeado pelo criminoso.

O Diretor da Divisão de Homicídios, delegado Gabriel Bicca, ressaltou a importância da prisão do criminoso, o maior procurado da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, encerrando assim um ciclo de liderança que se estendia há quatro anos.

O Diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegado Paulo Rogério Grillo, enfatizou o esforço dos policiais civis na captura do criminoso, ressaltando que a prisão do principal líder do tráfico de drogas no extremo norte de Porto Alegre reforça o comprometimento do Departamento no combate aos homicídios.

Compartilhe:

comentários