Blog do Juares | Câmara de Vereadores aceita 2ª denúncia contra prefeito Ivo e Comissão Processante já está formada

Camaquã-RS
07:25
25/11/2017

Blog do Juares | Câmara de Vereadores aceita 2ª denúncia contra prefeito Ivo e Comissão Processante já está formada

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
VEM AÍ UMA NOVA PROGRAMAÇÃO, COM CARA NOVA!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Política

Câmara de Vereadores aceita 2ª denúncia contra prefeito Ivo e Comissão Processante já está formada

14/11/2017 | 10h20 - Fonte: Redação Blog do Juares / Fotos: Juares da Luz e Divulgação / Montagem: Juares da Luz/BJ
Compartilhe:

Na tarde dessa segunda-feira (13), a Câmara de Vereadores de Camaquã recebeu a segunda denúncia contra o prefeito Ivo de Lima Ferreira, que foi apresentada e recepcionada durante o expediente da 43ª Sessão Ordinária realizada no mesmo dia. Esta denúncia foi assinada pelo eleitor Adão Rubsmar Mello.

A diferença da segunda denúncia para a primeira é que nesta teve quatro votos contra e na primeira apenas dois. Os vereadores Mozart Pielechowski dos Santos (PSDB), Mazinho (PSDB), Fabiano Medeiros (PDT) e Nica Puschnerat (PDT) votaram contra o recebimento da denúncia. Já os vereadores Marcelinho Gouvea (PSB), Professor Claiton (PDT), Vinícios Araújo (PMDB), Ilson Meireles (PP), Claudinho (PMDB), Mano Martins (PMDB), Ivana de Paula (PSD), Luciano Delfini (PSDB), Marco Longaray (PT) e Ronaldo Renocar (PP) foram favoráveis ao recebimento da denúncia.

Portanto, com 10 votos a favor e 4 contra, a denúncia foi recebida pela Casa Legislativa, sendo sorteada na mesma sessão, respeitando a proporcionalidade dentro dos partidos, a Comissão processante que irá trabalhar no caso.

Após o devido sorteio e reunião entre os três vereadores sorteados, a comissão foi formada por: Ilson Meireles (presidente), Marcelinho Gouvea (relator) e Mano Martins (secretário ou membro).

Agora, o vereador Ilson Meireles, presidente da comissão, inicia os trabalhos e tem até cinco dias úteis para notificar o prefeito Ivo Lima Ferreira, que terá 10 dias úteis para apresentar defesa por escrito, indicando provas que pretende produzir e arrolar testemunhas e prosseguimento dos ritos.

Compartilhe:

comentários