Blog do Juares | Ex-Corinthians, Romarinho lidera Al Jazira contra Auckland City

Camaquã-RS
07:24
16/12/2017

Blog do Juares | Ex-Corinthians, Romarinho lidera Al Jazira contra Auckland City

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
BJ RÁDIO WEB NA ONDA DO VERÃO, 16 DE DEZEMBRO
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Ex-Corinthians, Romarinho lidera Al Jazira contra Auckland City

06/12/2017 | 10h33 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Al Jazira / Instagram / Reprodução
Compartilhe:

Al-Jazira e Auckland City abrem nesta quarta-feira (6), às 15h (de Brasília), em Dubai, o Mundial de Clubes da Fifa com a esperança de se tornarem a zebra de um torneio que tem como favoritos para a final Grêmio e Real Madrid. Embora improvável, ela tem sido frequente nos últimos anos. Em 2010, 2013 e 2016, o representante da América do Sul não chegou à decisão.

O Al-Jazira é o campeão local e representante do país-sede, os Emirados Árabes Unidos. A equipe tem um personagem conhecido: o atacante Romarinho, que venceu a Copa Libertadores e o próprio Mundial de Clubes ds Fifa pelo Corinthians em 2012. Ele foi titular em todas as 10 partidas do Al-Jazira, com três gols e três assistências.

Principal clube da Nova Zelândia, o Auckland City participou de nove das 14 edições do torneio da Fifa, mas só uma vez chegou à semifinal, em 2014. A equipe é dirigida pelo técnico espanhol Ramon Tribulietx, que tem três conterrâneos no time.

Além dos favoritos Grêmio e Real Madrid e dos rivais desta quarta-feira, disputam o torneio o mexicano Pachuca, campeão da Concacaf, o Urawa Red Diamonds, japonês campeão da Ásia, e o Wydad Casablanca, do Marrocos, campeão africano. O vencedor do duelo desta quarta vai encarar o Urawa Red Diamonds, no sábado.

O ganhador deste segundo confronto enfrentará o Real Madrid na semifinal. A equipe brasileira vai estrear na próxima terça-feira contra o vencedor do duelo entre Pachuca e Wydad Casablanca. A Fifa deposita grande expectativa de público na volta do torneio aos Emirados Árabes Unidos depois de dois anos no Japão. O modelo, no entanto, está com os dias contados. A partir de 2021, a entidade planeja um torneio realizado a cada quatro anos e com mais participantes.

Compartilhe:

comentários