Blog do Juares | “Real é favorito, mas vai ter que provar dentro das quatro linhas”, diz Renato

Camaquã-RS
03:22
19/01/2018

Blog do Juares | “Real é favorito, mas vai ter que provar dentro das quatro linhas”, diz Renato

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
PROGRAMAÇÃO MUSICAL DAS 8H ÀS 24H!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

“Real é favorito, mas vai ter que provar dentro das quatro linhas”, diz Renato

15/12/2017 | 23h32 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Ricardo Giusti
Compartilhe:

Técnico do Grêmio mostrou confiança para final do Mundial

O técnico Renato Portaluppi mostrou confiança ao projetar a final do Mundial de Clubes diante do Real Madrid neste sábado, às 15h, em Abu Dhabi. Na entrevista oficial da Fifa de véspera da partida, o treinador do Grêmio afirmou que o time espanhol é favorito, mas que terá de provar isso dentro de campo.

“O Real Madrid é o favorito, mas vai ter que provar dentro das quatro linhas. E dentro das quatro linhas são 11 contra 11. Podem ter certeza de que a gente vai fazer de tudo para conquistar o Mundial”, disse Renato, que seguiu. "O Real é o favorito por tudo que representa no futebol mundial. Todo mundo conhece o Real Madrid, sabemos da qualidade, do potencial, mas não viemos para passear", continuou.

Renato ressaltou ainda que a vontade do seu time para a partida pode igualar as forças com o Real Madrid. “Vontade nós temos de sobra. Se eles entrarem em campo e pensarem dessa forma, eu digo que eles ainda serão favoritos. Se eles não entrarem assim, aí esse ditado vai valer, ‘o que vale é a vontade de ganhar’”, afirmou.

Mistério na escalação

Como de costume, Renato Portaluppi não confirmou a escalação que vai mandar a campo e deixou aberta a possibilidade de fazer mudanças na equipe. A alteração mais provável para acontecer é a entrada de Jael no lugar de Lucas Barrios.

“A gente tem um grupo. Sempre falo que uma hora antes vocês vão saber a escalação. O mais importante, independente de quem jogar, é que todos estão preparados. Todo mundo está bem, quer jogar, mas só 11 podem começar. Desses 11, quem começar vai estar preparador. Quem não quer jogar uma final? Uma hora antes vocês vão saber, mas qualquer um pode começar jogando amanhã”, afirmou.

Sobre a estratégia do Grêmio para a partida, o treinador evitou dar detalhes, mas reforçou que o momento não é para o time jogar diferente do que fez até agora na temporada. “Se o Grêmio chegou para disputar o Mundial é porque jogou bem tanto no Brasileirão quanto na Libertadores. Não tem o que mudar. O mais importante de tudo é o jogador se preparar para a partida. O meu grupo se preparou todo o ano para qualquer tipo de partida. A gente conquistou muita coisa e vai colocar em prática. Não tem o que mudar. Vou passar a minha confiança, como sempre fiz”, finalizou.

Compartilhe:

comentários