Blog do Juares | Grêmio enfrenta o Real Madrid neste sábado em busca do sonho do bi Mundial

Camaquã-RS
20:14
19/07/2018

Blog do Juares | Grêmio enfrenta o Real Madrid neste sábado em busca do sonho do bi Mundial

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
RELEMBRE AS MÚSICAS QUE MARCARAM SUA VIDA, CLIQUE AQUI!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Grêmio enfrenta o Real Madrid neste sábado em busca do sonho do bi Mundial

16/12/2017 | 09h20 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Ricardo Giusti
Compartilhe:

Onde você vai estar neste 16 de dezembro de 2017 a partir das 15h? Em casa? No bar? Com os amigos? No trabalho? No estádio? Não importa. Seja onde for, estará atento à decisão do Mundial de Clubes nos Emirados Árabes Unidos. De um lado do ringue, o Grêmio, tricampeão da América, treinado pelo multicampeão Renato Portaluppi. Do outro, o todo-poderoso Real Madrid, do também multicampeão Zinedine Zidane. Vinte e dois anos depois, o clube gaúcho tem a chance de reconquistar o planeta. E trinta e quatro anos depois, o então jovem ponteiro Renato Portaluppi, tem a oportunidade de ser o primeiro brasileiro a ser campeão mundial de clubes como jogador e técnico.

Renato vem trabalhando com o grupo - tática, tecnicamente e mentalmente - desde 2016. Portaluppi incutiu o espírito vencedor. Foi assim na Copa do Brasil do ano passado e na campanha irrepreensível do tricampeonato da Libertadores. Além disso, trouxe jogadores de sua extrema confiança - Cortez, Leo Moura e Jael por exemplo. Das categorias de base surgiu, Arthur, o volante cobiçado por clubes do mundo inteiro, mas que não estará em campo em razão da lesão sofrida na final da Libertadores. Mas tem Michel. Técnica refinada e calma. Jaílson, outro jovem, tem vigor e sangue-frio. Renato recuperou Fernandinho. Velocidade e força são suas armas. 

Ele transformou Ramiro num "motorzinho", deu liberdade para o craque Luan. Tem ainda Marcelo Grohe, goleiro frio e calculista dentro de campo e capaz das defesas mais inacreditáveis. À sua frente Geromel e Kannemann, dois guardiões. Um é o complemento do outro. Se entendem por olhares. Quando um dá o bote, o outro fica. Quando o outro afasta, o outro sai jogando com bola dominada. Nas laterais, dois "renegados" por clubes do Brasil inteiro. Mas, no Grêmio, apoiados pela fanática torcida, deram a volta por cima. Na frente, Lucas Barrios, o argentino naturalizado paraguaio tem a chance de mostrar a força da alma guarani e fazer valer sua técnica para voltar a estufar as redes dos adversários. Enfim, Renato foi moldando os jogadores ao seu estilo e ao estilo da história do Grêmio, uma história vencedora há mais de 1 século. 

O Grêmio chega com a credencial de um tricampeonato da América. O Real chega com o status de bicampeão da Liga dos Campeões e atual campeão mundial. O Grêmio chega com milhões. O Real também. Só que também de euros. Zidane conta com Cristiano Ronaldo, eleito o mellhor do mundo pela Fifa, Sergio Ramos, Casemiro, Kroos, Benzema, enfim uma constelação. Jogam com facilidade, amassam os adversários. Casemiro, Modric e Kroos formam a espinha dorsal dos espanhóis. Parar o time do craque português, afundar a Armada espanhola será uma tarefa hercúlea, bem aos moldes do Grêmio. Todos, sem exceção, terão que dar um algo a mais. Marcar, correr, e quando tiver a chance matar. A atuação na semifinal contra o Pachuca não poderá ser repetida. A tensão e o peso da estreia ficaram pelo caminho. Desta forma, o time, focado em vencer desde o ano passado, será mais efetivo e consciente. Renato não deve, de cara, fazer alterações na equipe. A entrada de Jael no lugar de Barrios e até mesmo de Everton, mudando a formatação, deverá ser algo para o decorrer da partida.

Do lado da equipe de Zidane, a partida tensa contra o Al Jazira não é parâmetro. O Real sabe que exagerou na autoconfiança. O susto foi grande. Aprenderam a lição. Com isso, irão fazer um jogo "às ganhas" contra o Grêmio. O time merengue virá com a força máxima e com a obrigação de uma atuação que justifique terem sido elevados ao Olimpo do futebol, transformando-os em "deuses da bola". 

O favoritismo é do Real Madrid. Porém, o campeão será conhecido apenas depois do apito final. Até lá, a Terra estará dividida entre tricolores e merengues. É fim de temporada, o desgaste físico é notório. Mas, para sair de Abu Dhabi como o melhor do mundo tem que superar tudo isso. E este grupo sabe disso. E irão mostrar a partir das 15h (horário de Brasília) deste sábado para o mundo todo poder descobrir. Afinal, quem é o melhor do mundo? Grêmio ou Real Madrid? 

Mundial de Clubes - Final 

Grêmio

Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jaílson, Michel, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios ou Jael. 

Técnico: Renato Portaluppi 

Real Madrid

Navas:; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Modric, Kroos e Isco; Cristiano Ronaldo e Benzema. Técnico: Zinedine Zidane 

Local: Zayed Sports City Stadium (Emirados Árabes Unidos)

Horário: 15h

Arbitragem: César Ramos, com Marvin Torrentera e Miguel Hernandez

Compartilhe:

comentários