Blog do Juares | Direção do Inter apresenta orçamento ousado para 2018

Camaquã-RS
23:44
18/10/2018

Blog do Juares | Direção do Inter apresenta orçamento ousado para 2018

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
QUER MATAR A SAUDADE, ENTÃO OUÇA!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Direção do Inter apresenta orçamento ousado para 2018

27/12/2017 | 07h38 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Guilherme Testa
Compartilhe:

Projeção otimista, com previsão de crescimento histórico, será votada pelo conselho nesta quarta

A realidade é difícil. Com dívidas, pouco dinheiro e um grupo grande para enxugar, o Inter tem expectativas moderadas para o ano do retorno à Série A. O orçamento, entretanto, esse é incrivelmente otimista. Na noite desta quarta-feira, o Conselho Deliberativo votará uma projeção que indica aumento significativo na receita de várias áreas. O clube planeja faturar R$ 305,6 milhões líquidos, o que representaria crescimento de 35,7% em relação ao estimado de 2017: R$ 225,1 milhões. Uma variação deste tamanho seria histórica.

Para alcançar tal cifra, o clube prevê aumento em todos os quesitos importantes. Um dos mais ousados diz respeito ao quadro social. O clube espera saltar de R$ 55,9 milhões para R$ 78,9 milhões. Detalhe: as mensalidades serão reajustadas, o que pode diminuir os atuais 85 mil sócios adimplentes. Além disso, o time vive fase ruim e não disputará nenhuma competição internacional. Fica difícil ver daonde virá o esperado aumento de 40%. Em bilheteria, são previstos R$ 9 milhões, frente aos R$ 6,8 milhões de 2017, ano da Série B, em que os ingressos foram mais baratos que o usual.

O orçamento projeta R$ 41 milhões em venda de atletas, em um momento no qual o clube possui poucos jogadores com mercado. Para chegar a este valor, provavelmente precisaria vender William Pottker e Rodrigo Dourado, além de mais alguns negócios menores. O valor deste ano ficou em R$ 24,1 milhões, praticamente apenas a venda de William — a transferência de Alisson entrou no exercício 2016.

Sobre cotas de TV, uma receita que o Inter já antecipou o referente a 2017, a projeção indica a possibilidade de negociação dos direitos de 2019 e 2020. A transação permitiria um salto dos R$ 94,8 milhões para R$ 124,4 milhões.

Junto ao texto, os conselheiros receberam ainda um parecer do Conselho Fiscal recomendando a aprovação dos números – sem informar, no entanto, se a decisão é por unanimidade ou não.

O Inter está terminando o ano com déficit de R$ 59 milhões e já foi advertido do risco de ficar fora do Profut, o programa de renegociação de dívidas dos clubes com o governo federal. A direção alega que já fez as readequações necessárias.

Compartilhe:

comentários