Blog do Juares | Inter conta com frango do goleiro e derrota o Vitória por 2 a 1

Camaquã-RS
12:47
17/07/2018

Blog do Juares | Inter conta com frango do goleiro e derrota o Vitória por 2 a 1

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
RELEMBRE AS MÚSICAS QUE MARCARAM SUA VIDA, CLIQUE AQUI!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Inter conta com frango do goleiro e derrota o Vitória por 2 a 1

Colorado sofreu até os minutos finais para conseguir vantagem no jogo de ida da Copa do Brasil
12/04/2018 | 00h59 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Ricardo Giusti
Compartilhe:

O Inter contou com infelicidade total do goleiro Caíque e conseguiu derrotar o Vitória, nessa quarta-feira (11), no Beira-Rio pela quarta fase da Copa do Brasil. O Colorado começou na frente, viu a equipe baiana empatar numa falha do seu setor defensivo, mas na estrela de D'Alessandro, e num frango do arqueiro do Vitória, conseguiu o 2 a 1 no apagar das luzes. Na partida de volta, poderá jogar pelo empate na Bahia. 

O Colorado começou melhor, principalmente explorando os dois lados do campo. A dificuldade na bola aérea impediu melhores conclusões, mas os donos da casa conseguiram eventualmente abrir o placar. Só que os baianos não se encolheram no Beira-Rio e, numa falha clamorosa de Rodrigo Dourado, buscaram a igualdade pouco antes do intervalo. 

Insistência até marcar 

Depois de um início truncado, o atacante Rossi começou a mostrar grande aproveitamento no lado esquerdo. Veio dele a bola, aos 8 minutos, para Edenilson invadir a área e fazer a assistência para Roger. O centroavante, contudo, não conseguiu o domínio e a defesa levou a melhor.

O Inter continuou insistindo e, aos 13, D'Alessandro experimentou de fora da área, mas carimbou a defesa. Roger chegou para completar para o gol, mas estava impedido. Aos 17, porém, não teve erro. Rossi disparou na esquerda, se livrou dos marcadores e rolou para Patrick. O volante chegou em alta velocidade e fulminou para o gol entre dois marcadores, definindo o 1 a 0. 

Só que o Vitória não sentiu o baque e tratou de avançar sobre o campo do Inter. Aos 25, Pedro Botelho cruzou na área e Kanu desviou de cabeça. Lomba passou lotado, mas teve sorte e a bola tirou tinta da trave direita, saindo em tiro de meta. 

Falha e frustração 

D'Ale ainda teve a chance de ampliar numa cobrança de falta, aos 30 minutos. Ele bateu rasteiro, mas com efeito contornando a barreira. Caíque caiu bem no canto esquerdo para defender. Roger também teve a oportunidade do 2 a 0, aos 35 minutos. Edenilson fez grande jogada, emendou duas tabelas, ensaiou o chute, mas abriu para Roger. O centroavante chegou batendo cruzado, mas Caíque fechou o ângulo para evitar o gol. 

Aos 42, uma pane do sistema defensivo foi castigada da pior maneira. Rodrigo Dourado tentou um passe atravessado na frente da área e mandou no pé de Rhayner. O meia aproveitou a chance e bateu forte para o gol. Lomba defendeu, mas soqueou a bola para o meio da área. Denilson chegou primeiro no rebote e confirmou o 1 a 1 com a meta descoberta. Prejuízo antes do intervalo. 

Pottker de volta 

O retorno da segunda etapa teve como grande notícia para o Inter a volta de Pottker ao time, substituindo Roger. E o atacante incendiou a partida nas suas primeiras participações. Aos 12, ele recebeu na direita, escapou do marcador e cruzou do fundo. Patrick dominou no peito e tentou o chute, mas saiu fraco. No lance seguinte, Pottker apareceu de novo, driblou dois na linha de fundo e cruzou. Rossi desviou de cabeça e Patrick chegou batendo de primeira, mas por cima. 

Mais um minuto, mais um lance de Pottker, só que agora foi a vez do camisa 99 desperdiçar. Edenilson descolou grande passe nas costas da zaga e o Pottker saiu na cara do gol. Só com o goleiro à frente, ele desviou com categoria, mas a bola passou caprichosamente ao lado do poste esquerdo, em tiro de meta. 

Estrela de D'Ale no fim 

Odair Hellmann ainda lançou Nico Lopez e Brenner no jogo, nos lugares de Rossi e Fabiano, mas o gol teimava em não sair. Aos 22, Nico disparou na esquerda e ganhou escanteio. O uruguaio fez cobrança ruim, mas recuperou a bola e mandou na cabeça de Dourado. O volante ganhou no alto, mas desviou torto para fora. 

Aos 40, muitos torcedores chegaram a deixar o estádio pensando que não era o dia. Nico recuperou bola na direita, centralizou fora da área e chutou com categoria no ângulo esquerdo. A bola ia entrar na gaveta, mas Caíque fez milagre para espalmar. O esforço do Inter não foi em vão, contudo. Aos 44, o goleiro virou vilão. D'Alessandro cobrou falta da direita, sem força e com bastante curva, mas em cima de Caíque. Só que o arqueiro espalmou para cima, ficou todo atrapalhado e botou para dentro do gol, um baita frango, confirmando o 2 a 1 e a festa colorada. 

Copa do Brasil - 4ª fase 

Inter 2

Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner), Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Rossi (Nico López), D'Alessandro e Patrick; Roger (William Pottker) 

Técnico: Odair Hellmann 

Vitória 1

Caíque, Rodrigo Andrade (Lucas Marques), Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Willian Farias (Walisson Maia), Uilian Correia, Yago, Baumjohann (José Welison) e Rhayner; Denílson.

Técnico: Vagner Mancini 

Gols: Patrick (17min/1ºT) e D'Alessandro (44min/2ºT), para o Inter; Denilson (42min/1ºT), para o Vitória.

Cartões amarelos: Edenilson (I).

Público total: 18.843. 

Arbitragem: Flavio Rodrigues de Souza, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (trio de São Paulo).

Local: Beira-Rio.

Compartilhe:

comentários