Blog do Juares | Juventus ameaça repetir virada da Roma, mas é eliminada pelo Real com pênalti polêmico

Camaquã-RS
23:49
23/04/2018

Blog do Juares | Juventus ameaça repetir virada da Roma, mas é eliminada pelo Real com pênalti polêmico

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
OUÇA AQUI OS MELHORES FLASHBACKS!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Juventus ameaça repetir virada da Roma, mas é eliminada pelo Real com pênalti polêmico

Árbitro inglês marcou infração aos 48 do segundo tempo e ainda expulsou Buffon por reclamação
12/04/2018 | 01h09 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Javier Soriano / AFP
Compartilhe:

A Juventus deu pinta de que repetiria a façanha da Roma sobre o Barcelona, chegou abrir 3 a 0 sobre o Real Madrid no Santiago Bernabeu nessa quarta-feira (11), mas acabou eliminada da Liga dos Campeões. Aos 48 do segundo tempo, quando a decisão da vaga na semifinal ia para a prorrogação, o árbitro inglês Michael Oliver marcou um pênalti polêmico a favor dos merengues. Por reclamação, o goleiro Buffon acabou expulsão e não pode nem tentar a cobrança de Cristiano Ronaldo, que superou o polonês Szczesny e classificou o time espanhol.

O Real Madrid, assim, val em busca da sua 13ª conquista de Liga dos Campeões. Roma, Liverpool e Bayern de Munique são os outros semifinalistas. As confrontos da semifinal serão definidos pela Uefa em sorteio.

O jogo

Real Madrid e Juventus entraram no gramado do Santiago Bernabeu com mudanças em relação ao jogo de ida. As trocas favoreceram a Juventus que contou com Mario Mandžukic, o substituto de Paulo Dybala, o seu principal nome no jogo. O time espanhol sentiu a ausência do suspenso Sergio Ramos e sofreu defensivamente. Bale, a novidade no ataque na vaga de Benzema, também não correspondeu e deixou Cristino Ronaldo isolado na frente.

A escalação de Mandžukic se mostrou um acerto de o técnico Massimiliano Allegri logo no primeiro lance do jogo. Aos 2 minutos, ele apareceu livre pelo lado esquerdo para receber cruzamento na medida de Khedira e cabeceou para abrir o placar. A jogada, iniciado por Douglas Costa, era um anúncio do que seria o primeiro tempo.

Ao longo da primeira etapa, a Juventus apostou na velocidade do brasileiro Douglas Costa para explorar as costas de Marcelo. Sempre com as parcerias de Khedira e Lichtsteiner, a Velha Senhora tinha superioridade no setor direito de ataque e criava suas principais jogadas.

O segundo gol quase saiu com Higuaín. Em cruzamento de Douglas Costa, o goleiro Navas deu rebote e a bola caiu nos pés do argentino, que bateu fraco e permitiu a recuperação de Navas. O Real respondeu com Cristiano Ronaldo, que finalizou para defesa de Buffon. No rebote, Bale tentou de calcanhar e mandou para fora. O Real chegou a balançar as redes com Isco, mas teve o gol anulado.

Já no final do primeiro tempo a Juventus chegou ao segundo gol e encheu de esperanças a torcida italiana. Novamente a jogada veio pelo lado direito. Lichtsteiner e Mandžukic subiu mais alto que Carvajal para cabecear e defini o placar do primeiro tempo em 2 a 0.

Mesmo ainda com um resultado que lhe dava a classificação, o técnico Zinedine Zidane fez uma mudança ousada para o segundo tempo. Ele sacou o volante Casemiro e mandou Asensio a campo. Outra troca foi Lucas Vázquez por Bale.

A ideia de Zidane era tentar ganhar qualidade na saída de bola com Kroos e Modric nos primeiros passes para controlar o jogo e chegar ao segundo gol. O Real até teve maior posse de bola – em torno de 60% -, mas foi a Juventus quem marcou. Isso mesmo, a Velha Senhora chegou a inesperado terceiro gol, devolvendo os 3 a 0 que sofreu na ida em Turim.

O lance do gol da Juventus foi novamente em um cruzamento do lado direito. Dessa vez, Douglas Costa bateu a bola com curva, Navas tentou encaixar e soltou a bola para Matuidi, que empurrou para o gol vazio.

Com o 3 a 0, a decisão da vaga iria para a prorrogação. E foi o placar seguiu assim até os 48 minutos, quando o árbitro Michael Oliver entrou em cena. Ele viu falta de Benatia em Vazquez numa disputa de bola dentro da pequena área e assinalou pênalti. O lance causou indignação dos italianos. Por reclamação, Buffon foi expulso. O goleiro reserva Szczesny entrou, mas não pode fazer nada. Cristiano Ronaldo bateu o pênalti com força e classificou o Real Madrid.

Compartilhe:

comentários