Blog do Juares | Real Madrid fatura a 13ª taça da Liga dos Campeões

Camaquã-RS
21:13
19/06/2018

Blog do Juares | Real Madrid fatura a 13ª taça da Liga dos Campeões

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
OUÇA TUDO QUE RODOU DE MELHOR NO RÁDIO NOS ANOS 70, 80 E 90!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Real Madrid fatura a 13ª taça da Liga dos Campeões

Em grande partida, Bale marcou dois gols e garantiu a vitória por 3 a 1
26/05/2018 | 18h51 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Lluis Gene / AFP
Compartilhe:

A Europa é merengue outra vez: o Real Madrid venceu a final da Liga dos Campeões ao derrotar o Liverpool por 3 a 1, neste sábado, para conquistar o tricampeonato consecutivo da competição. Todos os gols saíram na segunda etapa, com o francês Karim Benzema abrindo o placar para os merengues, aos cinco, e o senegalês Sadio Mané empatando, aos nove minutos. Mas dois gols do galês Gareth Bale, aos 19 e 38 minutos, sendo um deles de bicicleta, definiram a vitória do maior campeão da Champions com 13 troféus.

Além de Bale, que saiu do banco para decidir a partida com dois gols, outro personagem do jogo foi o goleiro alemão Loris Karius, que falhou no primeiro e no terceiro gol dos merengues. A partida também ficou marcada pela lesão de Mohamed Salah, que deixou o jogo chorando aos 30 minutos do primeiro tempo e mudou o panorama do jogo. Dani Carvajal foi outro que se contundiu e deixou o campo em lágrimas, criando duas grandes preocupações antes da Copa do Mundo da Rússia.

Já o francês Zinedine Zidane se tornou o primeiro treinador da história a conquistar o tricampeonato consecutivo da Liga dos Campeões. 'Zizou' se une a Carlo Ancelotti (Milan e Real Madrid) e Bob Paisley (Liverpool) como os técnicos mais vencedores do torneio.

Salah em lágrimas As duas equipes começaram a partida apostando em suas principais armas: o Liverpool pressionava e buscava jogadas rápidas com seu trio ofensivo, enquanto o Real Madrid segurava os ataques ingleses para apostar em um contra-ataque. Os Reds ditavam o ritmo do jogo, evitando que os espanhóis trocassem passes com tranquilidade. Mas as primeiras chegadas não foram claras, sempre parando no bloqueio adversário.

Aos 22 minutos, a triangulação do ataque inglês pelo lado esquerdo achou o Firmino livre na marca do pênalti. O brasileiro encheu o pé, a bola explodiu em Sergio Ramos e voltou no pé de Alexander-Arnold, que chutou firme para primeira grande defesa de Keylor Navas. Dois minutos depois, Salah foi derrubado por Ramos na intermediária em lance ignorado pelo árbitro. Após uma espécie de golpe de judô, o egípcio caiu mal jeito no chão e ficou sentindo o ombro esquerdo. O craque do time inglês até tentou continuar em campo, mas não aguentou as dores e foi substituído em lágrimas aos 31 minutos. A saída de Salah mudou o panorama do jogo.

Antes dominante, o Liverpool passou a ter menos posse de bola e sofrer pressão do ataque espanhol. Aos 42, após cruzamento pelo lado direito, Cristiano Ronaldo cabeceou para a espetacular defesa de Karius. No rebote, Benzema empurrou para as redes, mas o lance foi invalidado por impedimento.

Karius x Bale

Na volta do intervalo, o Real voltou ligado tentando aproveitar o momento de baque do time inglês. Logo aos 2 minutos, Isco quase abriu o placar ao acertar o travessão, depois de vacilo de Lallana que deixou o meia espanhol cara a cara com Karius. Quatro minutos depois, os espanhóis conseguiram tirar o zero do placar depois de lance bizarro do arqueiro alemão. Em um lance de pura imaturidade, Karius estava marcado por Benzema e foi recolocar a bola em jogo, mas acertou o pé do centro-avante francês, que foi esperto e tocou de primeira para o fundo das redes. A moral dos Reds, que já estava baixa pela perda de Salah, ficou ainda mais abalada após o gol sofrido. Mas o pentacampeão da Champions ressurgiu e acordou a torcida no estádio com Mané, aos 10 minutos. Após cobrança de escanteio, Lovren subiu mais alto e escorou de cabeça. Bem posicionado na pequena área, o senegalês se antecipou para igualar o jogo.

O Liverpool começava a se reencontrar na partida, quando Zidane tirou Isco de campo para colocar Gareth Bale e montar o trio BBC (Bale-Benzema-Cristiano) na decisão. E o galês não decepcionou na primeira participação em campo. Depois de jogada pelo lado esquerdo e excelente cruzamento de Marcelo, Bale emendou uma bicicleta para recolocar o Real Madrid na frente e dar mais um golpe na confiança no time inglês, aos 19 minutos. Mas os Reds se mantinham vivos e continuavam acreditando.

Aos 24, Mané quase conseguiu a igualdade em chute com a perna esquerda na entrada da área. Com requintes de crueldade, a bola explodiu no pé da trave direita de Navas. No entanto, as respostas do Real eram sempre muito perigosas. Aos 28, CR7 só não fez o terceiro porque foi travado por Robertson na hora da finalização e, aos 35, Bale cruzou de trivela para o excelente chute de primeira de Benzema, bem defendido por Karius.

Apesar da boa defesa, o arqueiro do Liverpool teimava em ser o protagonista pelos vacilos em campo. Aos 37 minutos, Bale arriscou forte de fora da área, no meio do gol, e Karius aceitou. Frango que enterrou as esperanças de sua equipe e definiu o título do Real Madrid.

Compartilhe:

comentários