Blog do Juares | Com bom futebol, Inter vence o Vasco e passa a Copa no G4 do Brasileirão

Camaquã-RS
10:47
17/08/2018

Blog do Juares | Com bom futebol, Inter vence o Vasco e passa a Copa no G4 do Brasileirão

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
QUER MATAR A SAUDADE, ENTÃO OUÇA!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Com bom futebol, Inter vence o Vasco e passa a Copa no G4 do Brasileirão

No oitavo jogo invicto, Colorado derrotou a equipe carioca por 3 a 1
14/06/2018 | 00h06 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Fabiano do Amaral
Compartilhe:

Foi melhor do que muito torcedor colorado esperava para este momento. Tão melhor que o torcedor colorado sequer se importou em encarar a noite fria de quarta-feira (13) em Porto Alegre para ver o jogo da 12ª rodada do Brasileirão. Isso porque o Inter praticamente não deu chances ao Vasco e ganhou por 3 a 1, no estádio Beira-Rio, alcançando o G4 da tabela, no oitavo jogo invicto. 

O Colorado chegou aos 22 pontos e passará a Copa na quarta colocação. Agora, No período sem jogos do Mundial, o grupo colorado recebe folga e depois retoma os treinamentos na cidade de Atibaia, interior de São Paulo. A equipe colorada volta a campo para a 13ª rodada em 19 de julho, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. 

Titular, Nico faz a diferença 

Sem o suspenso Edenilson, o técnico Odair Hellmann deu a tônica de uma escalação ofensiva ao eleger Nico López como substituto. Em campo, o time correspondeu imediatamente e já antes do relógio virar o primeiro minuto, o goleiro Fernando Miguel precisou abandonar a meta para evitar que William Pottker dominasse na sua cara. Pottker, logo em seguida, aos 6, teve boa oportunidade para abrir o placar depois de cruzamento de Iago, que atravessou a área inteira. A bola, porém, subiu um pouco demais.

Se Pottker não fez, Nico resolve. A surpresa da noite na equipe titular recebeu lançamento de Patrick aos 7, depois de jogada de velocidade pela esquerda, e encheu o pé para estufar as redes aos 10 minutos. Golaço, o quarto dele, artilheiro colorado no Brasileirão. 

A vantagem no placar não arrefeceu o ânimo do time colorado que, com marcação alta, empurrou o Vasco para trás e forçou o erro de passe dos adversários, quando eles tentavam ameaçar. Tanto que o primeiro chute dos visitantes foi só aos 26, em uma falta cobrada por Luiz Gustavo, sem muita força, que Marcelo Lombra defendeu tranquilo. Do outro lado do campo, Pottker seguiu sua seca aos 30, quando Nico recuperou a bola na intermediária ofensiva e virou para o companheiro. O camisa 99 teve tempo de dominar, enquadrar e chutar. Tentou o ângulo direito, mas errou por alguns centímetros. 

Para não dizer que levou susto, o Inter cedeu uma falta perigosa ao Vasco aos 43. Yako Pikachu tentou o canto direito, só que Lomba caiu bem e fez a defesa. No contragolpe, os colorados conseguiram o seu segundo escanteio. E a partir dele, o segundo gol: Nico cobrou, Damião desviou e Patrick completou para o fundo das redes, 2 a 0 no apagar das luzes do primeiro tempo. 

Após o susto, a vitória 

Com menos de 40 segundos de segundo tempo, quase veio o terceiro. Nico avançou pela ponta esquerda e cruzou fechado. Ele buscava Damião, mas a bola fez uma curva e acabou acertando a trave. Nos minutos seguintes, contudo, a pressão foi alvinegra no Beira-Rio. Ou melhor, pressão não e sim uma presença ofensiva maior que o primeiro tempo. 

Diante do novo cenário, Odair trocou cedo. Aos 10, Pottker deu lugar a Camilo. No entanto, a substituição não deu efeito imediato e o Vasco seguiu na frente. Valeu a insistência. Após cobrança de escanteio, a defesa colorada tirou da pequena área, só que serviu Andrey, que enquadrou o corpo e mandou forte. Lomba espalmou para dentro e o clima de apreensão tomou conta do Beira-Rio: 2 a 1. 

A reação colorada pareceu imadiata. No minuto seguinte ao gol, Damião recebeu na entrada da área e bateu forte, rasteiro. Fernando Miguel defendeu com os pés. No contra-ataque, Andrey recebeu na direita e quase mandou no ângulo. A partida seguiu lá e cá. E aí foi melhor para o Inter. Aos 24, Camilo cobrou escanteio milimetricamente na cabeça de Cuesta, que só empurrou para o gol e saiu para comemorar. 

Outra vez com dois gols de vantagem, o Inter segurou o Vasco, impedindo o adversário de manter presença no ataque, ainda que tenha tomado um susto no chute de Yago Pikachu, que Lomba defendeu com a ponta dos dedos, aos 32. Em seguida, Nico teve a chance de transformar a vitória em goleada aos 39. Entretanto, o chute rasteiro foi defendido por Fernando Miguel. 

Mesmo com o placar já encaminhado, dois lances consecutivos deram um toque de emoção em campo quase no apito final: o lançamento para Caio Monteiro pegou a defesa colorada desprevenida e obrigou Lomba a sair do gol. O goleiro chegou a intervir, mas a bola bateu no vascaíno e ia entrando, até que Rodrigo Moledo deu um carrinho para evitar. Na resposta colorada, Camilo puxou com velocidade e pifou Nico López. Livre, o uruguaio conseguiu o drible no goleiro, mas adiantou demais. Quando alcançou, chutou na trave. A goleada não veio, só que a bem da verdade ninguém no Beira-Rio chegou a se importar e, na noite fria às margens do Guaíba, o torcedor colorado sorriu no G4, olhando para o topo da tabela. 

Brasileirão - 12ª rodada 

Inter 3

Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Patrick, Lucca, William Pottker (Camilo), Nico López; Leandro Damião (Brenner). Técnico: Odair Hellmann. 

Vasco 1

Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Miranda, Erazo e Henrique; Desábato, Bruno Cosendey (Ramon), Andrey, Giovani Augusto e Yago Pikachu; Andres Rios. Técnico: Jorginho.

Compartilhe:

comentários