Blog do Juares | Grêmio domina o Atlético-MG e vence por 2 a 0 na volta do Brasileirão

Camaquã-RS
18:20
16/08/2018

Blog do Juares | Grêmio domina o Atlético-MG e vence por 2 a 0 na volta do Brasileirão

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
QUER MATAR A SAUDADE, ENTÃO OUÇA!
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Grêmio domina o Atlético-MG e vence por 2 a 0 na volta do Brasileirão

Torcida também fez festa com o retorno de Douglas aos gramados e a estreia de Marinho
18/07/2018 | 23h54 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Fabiano do Amaral
Compartilhe:

O Grêmio impôs um domínio incontestável para cima do Atlético-MG e venceu por 2 a 0, ao natural, nesta quarta-feira (18). Depois de uma etapa "dono da bola", sem ameaçar muito o gol, os comandados de Renato Portaluppi voltaram para definir e confirmar a vitória do retorno do Brasileirão na Arena.

Com o resultado, os gremistas vão a 23 pontos, na quarta colocação. É a mesma pontuação do Atlético-MG, mas os mineiros têm mais vitórias até aqui. O próximo desafio do Grêmio será contra o Vasco, domingo em São Januário.

O Tricolor não conseguiu transformar o enorme domínio na primeira etapa em efetivas chances de gol. A equipe gremista chegou a ter picos de 77% de posse de bola, encerrou com 64%, só que em termos ofensivos chutou pouco a gol.

Muita posse e pouco chute

Logo aos cinco minutos, Everton tentou de longe, ao receber bola na esquerda. Ele calibrou e encheu o pé, mas encobriu a meta de Victor. O garoto quase marcou aos 11, quando André fez boa jogada na área e lançou o colega na cara do gol. Veio o chute mascado contra a defesa, a bola ia entrar devagarzinho e Gabriel tirou em cima da linha, mesmo se atrapalhando com a bola.

Depois do começo acelerado, o Tricolor continuou mandando na partida, só que chutou pouco. Algumas vezes, foi bloquado, como Maicon aos 16 minutos, em bom passe de Léo Moura na entrada da área. Assim como Ramiro, que aos 25 bateu colocado do meio da área. Parou no peito de Juninho, que se atirou na trajetória da bola.

Conclusão do Atlético-MG? Apenas uma e quase para cumprir tabela aos 29 minutos. Elias ganhou bola no meio e correu na direita. Lançou para Edinho, que tentou o chute da meia-lua, mas isolou. A ironia é que o único a chutar do Galo se lesionou ao bater na bola e saiu na hora para a entrada de Denilson.

As melhores chances ficaram para os minutos finais. Aos 37, Maicon foi acionado na meia-lua completamente livre. Tentou bateu de chapa e a bola saiu fraca, sem direção. Aos 43, numa jogada brilhante desde a defesa, a bola percorreu de pé em pé mais da metade do time. Foi para Léo Moura, que tocou para Luan. O garoto fez a assistência com Maicon, que chutou com endereço certo para ver grande defesa de Victor, mantendo o 0 a 0 no intervalo.

Tricolor certeiro para carimbar as redes

Sem pressa, mas apurado, o Grêmio foi buscar seus gols na segunda etapa. A porção veio no plural, para fazer valer o amplo domínio do primeiro tempo.

Aos cinco minutos, Éverton foi lançado na esquerda e tentou o chute de longe. Gabriel desviou e um escanteio veio para definir os rumos da partida. Luan cobrou cheio de veneno no primeiro pau e Bressan surgiu mais alto que todo mundo para desviar ao fundo das redes. Só restou para Victor reclamar de falta, que não aconteceu.

O Galo ensaiou reagir aos 10 minutos: foi tímido num chute para fora de Elias. Três minutos depois, André finalmente voltou a balançar as redes. Léo Moura foi lançado em cobrança rápida de falta e cruzou na cabeça de André. O centroavante conseguiu desviar de cabeça entre dois marcadores e correu para o abraço.

Somente aos 20 minutos é que Marcelo Grohe deixou de assistir ao jogo de camarote. Tomás bateu falta na entrada da área e o goleiro gremista encaixou bem para fazer a defesa. Na resposta tricolor, tinha jeito de goleada. Everton foi puxado na área e o árbitro de linha acionou o juiz que anotou a penalidade. Só que Luan cobrou forte no poste esquerdo e desperdiçou a chance.

A festa aumentou, contudo, aos 30 minutos. Na verdade, a Arena explodiu gritando "Douglas, Douglas", pois o maestro pifador foi chamado do banco. Entrou no lugar de André, com a torcida vibrando feito comemoração de título.

E o "Grisalho" mostrou fome de bola, distribuindo as jogadas no meio. Num momento que levantou a galera de novo, o meia recebeu na intermediária e viu Victor adiantado. Tentou o chute no ângulo esquerdo, que passou caprichosamente para fora.

Ainda teve Marinho antes do apito final, no lugar de Léo Moura. Puxando em velocidade pela direita, ele ainda tentou deixar sua marca na estreia com três chutes. O melhor deles, já nos acréscimos, ficou nas mãos de Victor. O 2 a 0 ficou de bom tamanho.

Compartilhe:

comentários