Política

Guardia fala em redistribuição da carga tributária após concessões a caminhoneiros

Ministro afirmou que conta com colaboração dos estados no ICMS
28/05/2018 - 13h00min Correio do Povo / Foto: Valter Campanato / Agência Brasil Corrigir

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, reiterou que não haverá aumento da carga tributária para compensar medidas firmadas no acordo com os caminhoneiros. "Estamos sendo neutros". A categoria está parada desde o dia 21. Entre os pontos negociados, estão a redução do preço diesel em R$ 0,46 nas bombas pelo prazo de 60 dias e a isenção da cobrança de pedágio dos caminhões que trafegarem com eixo suspenso. 

Segundo ele, a carga tributária será redistribuída, e o governo promoverá um movimento compensatório na economia. "Não estamos fazendo um aumento de carga (tributária) ou de impostos", disse Guardia. O ministro afirmou que o assunto será discutido também com os representantes estaduais. "Sim, contamos com a colaboração dos estados", disse Guardia, referindo-se ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). 

O ministro afirmou ainda que os órgãos responsáveis pelo monitoramento e pela fiscalização utilizarão os instrumentos adequados em caso de abusos. Ele lembrou que o governo está fazendo "um brutal esforço" para que o país volte à normalidade. 

Entre as medidas provisórias (MPs) a serem definidas estão programa de subvenção federal e a abertura crédito extraordinário. Guardia reiterou que para garantir o atendimento às demandas dos caminhoneiros, o governo deve ter despesa em torno de R$ 9,5 bilhões/ano.

Segundo o ministro, porém, esse valor pode ser reduzido. Ele afirmou que o governo vai usar a reserva de contigência, no valor de R$ 4,1 bilhões, além de R$ 1,6 bilhão de recursos remanejados de outros setores, o restante será obtido de cortes de orçamento. No total, o governo quer atingir os R$ 9,5 bilhões necessários para compor as dotações para garantir as compensações. Guardia reiterou que o governo quer garantir que o preço final, reduzido, chegue logo ao consumidor, e a autonomia da Petrobras. 

MAIS NOTÍCIAS

ELETRO CLIC
FUNERÁRIA JARDIM
CVC VIAGENS
RÁDIO SÃO JOSÉ
Jornada Quântica
ROGÉRIO CALÇADOS
JOMAR GÁS
Studio Master
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
PEGLOW
SUPER SÃO JOSÉ
BLOG DO EVALDO
MIX BEBIDAS
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
ADRIANO CONRADO
FUNERÁRIA BOM PASTOR
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +